sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Unidades Saúde Familiar: Portalegre abriu uma recentemente, com capacidade para 12 mil utentes

Portalegre, 04 Set (Lusa) - A mais recente Unidade de Saúde Familiar (USF) entrou em funcionamento este mês em Portalegre, dimensionada para cerca de 12 mil utentes, três anos depois de o modelo ter começado a ser implementado em Portugal.

"É um desafio muito grande, uma vez que temos cerca de doze mil utentes, numa área muito dispersa pelo concelho de Portalegre", reconheceu hoje à agência Lusa Dorinda Calha, médica coordenadora da USF Portus Alacer, a primeira a surgir neste distrito.
O projecto, que dá apoio a nove das onze extensões de saúde do concelho alentejano, está instalado no Centro de Saúde de Portalegre e conta com seis médicos, oito enfermeiros e sete funcionários administrativos.

De acordo com a responsável, a unidade, que entrou em funcionamento no dia 01 de Setembro, é constituída por "extensões", sendo que os seis clínicos envolvidos "conseguem atingir" e "dar resposta" a quase todas as extensões de saúde do concelho.

"Com esta iniciativa, queremos melhorar a qualidade dos cuidados prestados e aumentar a assiduidade de visitas aos doentes", declarou.

Apenas duas freguesias rurais do concelho de Portalegre não estão envolvidas na USF, uma vez que, segundo disse à Lusa Álvaro Costa, enfermeiro coordenador do projecto, os respectivos clínicos dessas freguesias rurais "não são especialistas em saúde familiar".

Com serviços ao domicílio, a USF tem pela frente a responsabilidade de prestar cuidados de saúde à população, maioritariamente idosa e que se encontra em lugares isolados, com difíceis acessos e sem cobertura de rede de telemóvel.

"Esse é um dos principais problemas que temos pela frente", observou Dorinda Calha, acrescentando que "dos cerca de 12 mil utentes, cerca de 50 por cento têm esse perfil".

Dorinda Calha diz que os utentes se têm mostrado "satisfeitos" com os serviços prestados, nesta fase inicial do projecto.

De acordo com Luís Martins, funcionário administrativo há mais de 20 anos no Centro de Saúde de Portalegre, as expectativas "são as melhores", uma vez que a equipa que está envolvida no projecto é "bastante coesa".

A mesma opinião é partilhada pela enfermeira Maria Castanho, que considera que o projecto trouxe "uma reestruturação dos serviços" que proporcionará à classe prestar "outras tarefas" e atingir "outros objectivos".

"As expectativas são enormes, estamos todos muito empenhados neste desafio que, para nós, é uma nova forma de estar na saúde", frisou.

A USF Portus Alacer encontra-se em funcionamento das 08:00 às 20:00, de segunda a sexta-feira, e nos fins-de-semana e feriados das 08:00 às 14:00.

Com a abertura da USF em Portalegre, passam a ser 17 os distritos do país com Unidades de Saúde Familiar: apenas Castelo Branco ainda não tem uma.

De acordo com dados fornecidos pelo Ministério da Saúde, Portugal conta com 197 USF, que abrangem perto de 2,5 milhões de portugueses, dos quais cerca de 300 mil não tinham, até agora, médico de família.

Estes pequenos centros de saúde de proximidade contam com 3945 profissionais, entre médicos (1401), enfermeiros (1423) e administrativos (1121).

HYT.
Lusa/Fim.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

banner for http://www.eurobilltracker.com