terça-feira, 29 de julho de 2008

Intercâmbio acaba em pesadelo - Jovem retido na Alemanha


A iniciativa, promovida pela associação OCRE, de Castelo de Vide, acabou com um imprevisto...
Um dos jovens foi impedido de embarcar e ficou na Alemanha, onde ainda se encontra. Se tudo correr como o previsto, David voltará amanhã para Portugal.

No âmbito de um intercâmbio promovido pela associação OCRE – Associação para a Valorização do Ambiente, Cultura, Património e Lazer, de Castelo de Vide, um grupo de jovens do Distrito de Portalegre viajou para Postsdam, na Alemanha, no passado dia 13 de Julho.

Foram 13 dias de aventura e novas experiências culturais mas que terminaram de forma inesperada no Sábado, dia 26, data do regresso a casa. David, um jovem de 18 anos que vive em Castelo de Vide, acabou por ficar na Alemanha, sozinho. Segundo nos contou Maria dos Anjos Lourenço, mãe de David, no momento do embarque o jovem não terá encontrado o Bilhete de Identidade B.I.), o que impediu que regressasse a Portugal. "Gerou-se uma certa confusão no aeroporto. O meu filho pensava que tinha perdido o B.I. mas apenas o tinha mudado de sítio, só que na altura não o encontrou e o avião acabou por descolar", explicou a mãe do jovem.

Obviamente assustado com a situação, David ligou imediatamente para a mãe a contar o sucedido. Tal como Maria dos Anjos disse ao nosso jornal, "os jovens estavam todos a embarcar e ele era o último da fila". Os colegas foram entrando e ele foi impedido por não apresentar o documento, ficando assim sem o restante grupo na Alemanha.

Longe do filho nesta situação insólita, a mãe está obviamente preocupada, até porque quando falou com o filho, no Sábado, "ele estava mesmo muito nervoso e assustado. O miúdo estava cheio de fome e, sem dinheiro, ficou completamente sozinho no aeroporto", contou Maria dos Anjos. Logo em seguida, o jovem terá entrado em contacto com a associação do intercâmbio na Alemanha e é com eles que tem estado.

Ainda no dia de Sábado, o jovem tentou resolver a situação junto da Embaixada Portuguesa na Alemanha mas, por ser fim-de-semana, aqueles serviços não estavam a funcionar. No Domingo, depois de ter falado com o filho várias vezes ao telefone, Maria dos Anjos achou-o "já mais calmo e com a esperança de que tudo se resolva rapidamente para voltar para casa".

No Domingo, Maria dos Anjos Lourenço não tinha ainda conseguido contactar os responsáveis pela OCRE, e pelo intercâmbio, e na altura adiantou ao FN que "eles estão de férias, não está cá ninguém e através dos telemóveis também não consigo falar com eles". Já ontem, segunda-feira, a mãe de David conseguiu chegar à fala com elementos da OCRE que, afinal, já tinham iniciado todos os esforços para proporcionar o regresso de David a Portugal. Segundo Maria dos Anjos, "se tudo correr como o previsto, o David virá para casa na quarta-feira". Como é óbvio, a mãe de David apenas deseja que "ele volte para casa porque isto realmente é muito complicado".

De forma a percebermos melhor o que se passou no aeroporto, o nosso jornal falou com um dos jovens que também participou no intercâmbio. Pedro Cardoso, também de Castelo de Vide, confirmou aquilo que David contou à mãe através do telefone. Segundo o jovem, "Fizemos o check-in e entre isso e a altura de entrarmos no avião, o David perdeu, por assim dizer, o Bilhete de Identidade. Tinha-o metido na carteira junto a uma nota de cinco euros e o B.I. dele é dos novos, ali junto à nota confundia-se e ele não o encontrou", contou Pedro. Enquanto David procurava o B.I., os restantes jovens foram passando à frente e entrando no avião. Começaram a perguntar uns aos outros onde estava o David, até ao momento em que, como relatou Pedro, "veio um homem perguntar se éramos o grupo de Portugal. Nós dissemos que sim e ele disse-nos que o David não podia embarcar por ter perdido o B.I.. Depois, o senhor perguntou-nos se não tínhamos o passaporte ou qualquer documento dele mas nós não tínhamos nada", lembrou o jovem. Pedro tentou, nessa altura, sair do avião para dar o telemóvel ao amigo mas, tal como disse, "não me deixaram".

O grupo estava acompanhado de uma monitora que na altura também já estava dentro do avião e que, juntamente com os jovens, apercebeu-se que David não poderia embarcar naquele voo. Segundo as declarações de Pedro Cardoso, "ela não fez quase nada. Eu é que fiz para lhe passarmos o telemóvel, eu é que tive que andar ali a perguntar se podia ficar lá na Alemanha ao pé dele, eu é que tive que fazer tudo. O jovem afirmou ainda que a monitora, como responsável pelo grupo, não pôs a hipótese de ficar na Alemanha junto a David. "Quem teve que dar essa hipótese fui eu", sublinhou Pedro e continuou, dizendo que a responsável "só perguntou se o David não podia embarcar naquele avião". Pedro sabe que David "voltou para a associação onde nós estávamos lá e até agora está lá sem roupa e sem dinheiro".

Cristina Martinho, a monitora que acompanhou o grupo na viagem, contrapôs as declarações de Pedro Cardoso e garantiu ao nosso jornal que fez tudo o que podia para resolver a situação. A responsável afiançou que "os seguranças não nos deixaram voltar para trás, o telemóvel dele demos a um segurança para lho entregar", dizendo mesmo que "se tivesse hipótese teria ficado lá com o David, claro que sim". A monitora quis também frisar que "entrei logo em contacto com a associação alemã, do inter-câmbio, e assim que chegámos a Portugal, liguei ao David".
OCRE "não abandonou o jovem"

Entrámos também em contacto com a OCRE, associação promotora do inter-câmbio.
Olivier, membro da OCRE, começou por explicar ao nosso jornal que "eles até chegaram com uma hora de antecedência ao aeroporto mas no check-in havia muita gente, esperaram muito e depois tiveram pouco tempo para irem do check-in até ao embarque". O percurso entre o check-in e o embarque terá sido feito a correr, segundo o responsável, e "o David foi ficando para trás porque não encontrava o B.I., atrapalhou-se e perdeu o avião". Olivier afirmou que, assim que o grupo chegou a Lisboa, a monitora ligou ao David e de seguida contactou a associação para contar o sucedido. "A Cristina ligou-me a contar e garantiu-me que já tinha falado com o David e que ele estava bem", disse o responsável.

Para o membro da OCRE, esta situação "não passa disto, no fundo é ele que se atrapalha e perde o avião". Olivier confirmou ainda o que foi dito por Cristina Martinho, dizendo que "eles já estavam dentro do avião e não podiam voltar para trás". O responsável fez questão de frisar que "ele não ficou abandonado e trata-se de um maior de idade, não é uma criança. Se fosse um menor o caso era completamente diferente, assim é um caso de responsabilidade individual", argumentou Olivier. Além disso, tal como sublinhou, "a Cristina entrou logo em contacto com a associação na Alemanha e o David ficou com eles, não ficou abandonado nem perdido. Foi alojado e alimentado", disse o membro da OCRE.

Relativamente ao regresso de David a Portugal, Olivier revelou-nos que "a associação alemã já arranjou maneira de lhe pagar um novo bilhete, depois veremos quem terá que o pagar".
O responsável desdramatizou o caso, afirmando que "não passou de um azar de viagem, como pode acontecer a qualquer pessoa no Verão. Perde-se uma mala, alguém perde um autocarro ou um comboio. Depois temos é que assegurar que as pessoas estão bem", disse. E quanto a isso, Olivier confirmou que a preocupação para com David tem sido constante, pois "a Cristina tem estado sempre em contacto com ele e nós também".

O membro da OCRE, que lembrou que a associação "faz intercâmbios há muitos anos e não tem tido problemas do género", teme que a associação seja prejudicada em consequência deste acontecimento. "Estamos cá para que não hajam consequências mas se os pais de outros jovens ficam com a ideia de que a OCRE organiza mal os intercâmbios, isso será mau para os jovens", adiantou Olivier. O responsável referiu ainda que "isto é uma oportunidade para muitos jovens, que não têm outras oportunidades de viajar, de poderem descobrir o Mundo, a Europa, e poderem fazer trocas com jovens de outros países". Mas, tal como frisou, "depois a responsabilidade é de cada um".

Ana Nunes (Jornal Fonte Nova)

domingo, 27 de julho de 2008

Ponte de Sor: Homem de 26 anos entrega-se à polícia e confessa homicídio da namorada

Ponte de Sor, Portalegre, 27 Jul (Lusa)

- Um homem de 26 anos entregou-se hoje de madrugada às autoridades, confessando a autoria do homicídio da namorada, em Ponte de Sor, através de agressões físicas e pancadas com um pau, disse à agência Lusa fonte da GNR.

De acordo com a mesma fonte, o suspeito da autoria do homicídio foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), sendo presente segunda-feira ao Tribunal de Ponte de Sor (distrito de Portalegre).

Quando se entregou voluntariamente à GNR de Ponte de Sor, hoje de madrugada, o suspeito, residente da zona, indicou a localização do cadáver, num silvado nas imediações da cidade.

O homicídio terá ocorrido na noite de sábado, numa zona rural perto de Ponte de Sor, na sequência de agressões físicas entre o casal de namorados.

Segundo a mesma fonte, o suspeito terá provocado a morte da namorada, de 29 anos e da zona de Portalegre, através de força física e de pancadas com um pau.

MLM.

Lusa

XI Festival da Cerveja






Durante as noites dos dias 25 e 26 de Julho, decorreu no Parque 25 de Abril, mais um Festival da Cerveja organizado pelo Núcleo Sportinguista de Castelo de Vide.

Apesar do frio que se fez sentir, apareceu muita gente e com as canecas na mão lá foram escutando as músicas que iam sendo tocadas pela Banda UNDERAMP ( Banda de jovens vinda de Lisboa) e posteriormente pelos DJ's locais.

Aqui ficam algumas fotos do evento.

Etiquetas: ,

quinta-feira, 17 de julho de 2008

RTPN inicia contactos com João Adelino Faria

O canal de notícias da RTP iniciou conversações com João Adelino Faria, antigo pivô principal da SIC Notícias, que, desde 2007, trabalha para o Rádio Clube Português. O objectivo é a sua contratação para a nova temporada.

O seu nome foi um dos propostos pela equipa directiva da RTPN para vir a reforçar o leque de pivôs da estação sediada no Porto. Partindo do pressuposto de que João Adelino Faria estaria disposto a deixar a Rádio Clube Português (RCP), intenção que tem vindo a circular desde a saída de Ana Sousa Dias daquela rádio, os primeiros contactos foram feitos. A contratação, revelou fonte da RTP, pretende ser um trunfo diante da chegada da nova concorrência: o canal TVI24, cujo arranque está previsto para o início de 2009. Aliás, há um ano que a RTPN aguarda uma remodelação que tem vindo a ser adiada.

Oficialmente, as várias fontes da RTP contactadas usaram, curiosamente, a mesma frase: "Não falamos sobre esse assunto". João Adelino Faria esteve incontactável. As declarações de Luís Osório, director da RCP, feitas ao almoço e durante a tarde de ontem mudaram. Primeiro disse que nem sequer recebeu sinais de intenção de saída do pivô, para, mais tarde, optar apenas pela declaração: "Não confirmo ter recebido um pedido de demissão. É uma pessoa importante neste projecto". Quem também não quis comentar eventual saída de João Adelino Faria foi Jordi Jordà, director das rádios Media Capital.
DINA MARGATO (JN)

sábado, 12 de julho de 2008

Monforte - 50 Manifestantes contra transgénicos


Meia centena de activistas e dirigentes da Plataforma Transgénicos Fora manifestaram-se hoje, de forma pacífica, junto a uma herdade de Monforte, no distrito de Portalegre, em protesto contra os ensaios com milho geneticamente modificado autorizados naquela exploração, inserida em Rede Natura.


Na acção de protesto, que terminou ao início da tarde, os activistas e dirigentes ambientais percorreram a pé cerca de três quilómetros, entre a praia fluvial de Monforte, onde se concentraram, e a entrada para a herdade, animados com tambores, gritando palavras de ordem, e empunhando cartazes.


Os participantes, com a ajuda de uma “brigada de biossegurança”, composta por “50 espantalhos”, a figura tradicional que protege os campos, exigiram o cancelamento da autorização para os ensaios com milho geneticamente modificado, não apenas para a herdade em Monforte, mas também para uma exploração no concelho de Ferreira do Alentejo (Beja).


Sempre com a GNR por perto, mas sem que tivesse ocorrido qualquer incidente, os ambientalistas gritavam, entre outras palavras de ordem, “Não, não, não à contaminação”, “O montado vai ficar contaminado” e “Não, não, não à agricultura do cifrão”.


Ambientalista quer cancelamento de ensaios


Margarida Silva, bióloga, coordenadora da Plataforma Transgénicos Fora, disse aos jornalistas que a herdade de Monforte “está numa zona protegida, que pertence à Rede Natura 2000 europeia”. Mas apesar disso, adiantou, “o Governo optou por autorizar, face à pressão de duas empresas, ensaios de milho geneticamente modificado, que não está testado e sobre o qual não existe qualquer garantia de segurança, que possa impedir a contaminação”.


A plataforma pede um cancelamento da licença, sustentando que “não existem, neste momento, condições em Portugal para cultivar milho geneticamente modificado em segurança”.


Por seu turno, José Maria Falcão, engenheiro agrónomo e responsável pela exploração onde estão a decorrer os ensaios com milho geneticamente modificado, classificou a manifestação como “uma encenação teatral”. O responsável sublinha que o futuro da agricultura passa pela adopção de práticas que “preservem o ambiente, mas utilizando a investigação”.


Autarquia contra ensaios


O Ministério do Ambiente autorizou, recentemente, a realização de ensaios experimentais nos dois concelhos alentejanos, solicitados pelas empresas Pioneer e Syngenta, com duas variedades de milho geneticamente modificado (dos tipos 98140 e GA21). A autorização concedida através da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) não satisfaz os ambientalistas, que dizem não terem ainda sido suficientemente estudados as consequências dos OGM para a saúde humana e o ambiente.


Em Fevereiro, a Assembleia Municipal de Monforte decidiu, por unanimidade que todo o território do município deveria ser uma “Zona Livre de Cultivo de Variedades Geneticamente Modificadas”, no seguimento de uma proposta anteriormente aprovada pela câmara municipal.
Ainda assim, o presidente da autarquia local, Rui Maia da Silva, anunciou ontem que não iria participar na manifestação, sustentando que o município “tem as suas próprias iniciativas sobre esta matéria”. “Vamos promover um debate no dia 25 de Julho para analisar os prós e contras desta situação”, explicou.


LUSA

Etiquetas: , ,

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Encerramento do Festival Internacional de Folclore dos Fortios




Teve lugar ontem dia 08, o encerramento do Festival Internacional de Folclore dos Fortios, com a exibição do Rancho organizador e do Agrinio Folk Dance Group da Grécia. O local escolhido foi o lageado em Castelo de Vide, depois dos vários grupos terem actuado em distintas localidades do Distrito.




Com a apresentação do espectáculo a cargo do Prof. Joaquim Matias do Rancho dos Fortios e perante as muitas centenas de espectadores que não quiseram deixar de acompanhar o evento, entre as quais o Sr. Presidente do Municipio e que tambem foi convidado a participar numa das danças finais, ficam aqui algumas imagens do acontecimento.

video

domingo, 6 de julho de 2008

Obras da Matriz em muito bom ritmo



Como se pode apreciar nas fotos que se juntam, as obras da Igreja Matriz de Castelo de Vide na parte norte da mesma, avançam rapidamente. Já se podem ver as telhas que iram ser colocadas por cima do isolamento que já está totalmente aplicado.



Esta empreitada está a decorrer a muito bom ritmo e, como se pode apreciar no local, a empresa contratada utiliza uma grua que parece ser muito mais eficiente para este tipo de intervenção, comparado com o método utilizado nas obras da fase anterior.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Bonnie "Prince" Billy a 12 de Julho em Marvão



Músico actua no Festival in the Sky.


Bonnie 'Prince' Billy regressa a Portugal para actuar no Festival in the Sky, que se realiza em Marvão, no Alto Alentejo. A informação é avançada pela editora do músico que assegura que a actuação se realiza no dia 12 de Julho. Não são avançados detalhes sobre o festival.


O músico norte-americano virá a Portugal com novo álbum na bagagem: Lie Down in the Light foi editado no mês passado. No ano passado, Billy editou um EP dedicado a versões de outros artistas, intitulado Ask Forgiveness .
Do BLITZ

quarta-feira, 2 de julho de 2008

A crise que nos atinge a todos


A escalada do preço do crude que se verifica há vários meses, tem provocado um aumento generalizado do custo de vida dos portugueses e em especial, dos alentejanos, por força da interioridade e da taxa de desemprego mais elevada do que a média nacional.


Por isso, não é de estranhar o corropio de viaturas que diáriamente, mas em especial aos fins de semana se veêm a caminho da nosso vizinha Espanha. Ali podemos encher os dépositos de gasolina ou gasóleo, trocar as garrafas de gás e encher as bagageiras dos mais variados produtos e que fazem com que se poupem muitas dezenas de euros em cada deslocação.


Tambem porque a preocupação dos preços do petróleo é já de todos nós, deixo aqui a partir de hoje, um quadro c/ os valores online do crude.


Aproveito para transcrever tambem um texto da jornalista Carla Pedro cpedro@mediafin.pt


-------------------------------------------///----------------------------------------------


As cotações do petróleo atingiram novos recordes, sustentadas pela queda das reservas norte-americanas de crude na semana passada, uma vez que os analistas esperavam uma subida. O West Texas Intermediate para entrega em Agosto seguia a ganhar 1,86%, para 143,59 dólares por barril no mercado nova-iorquino (NYMEX), depois de já ter estado nos 143,91 dólares.


O Brent, crude de referência para a Europa transaccionado em Londres, ganhava 2,83% para 144,65 dólares. O último máximo histórico do WTI tinha sido atingido na segunda-feira, nos 143,67 dólares. O mesmo aconteceu com o Brent, quando tocou nos 143,91 dólares.


De acordo com os dados do Departamento norte-americano da Energia (DoE), os “stocks” de crude caíram em 1,982 milhões de barris, quando os analistas apontavam para um aumento de meio milhão de barris. Os inventários da gasolina registaram um acréscimo de 2,1 milhões de barris, quando as previsões estimavam uma subida de 500 mil barris.


Quanto às reservas de produtos destilados – que incluem gasóleo e combustível para aquecimento – foram reforçadas em 1,264 milhões de barris, contra um aumento estimado de 1,5 milhões de barris. Estes dados estiveram a sustentar os preços do crude durante toda a sessão. A meio da tarde, o petróleo já tinha rondado os anteriores máximos, mas corrigiu.


Entretanto, perto do final da sessão superou a resistência e chegou mesmo a novos recordes. Ingrid Angermann, economista do Dresdner Bank, disse hoje em entrevista à Bloomberg TV que as cotações do petróleo devem subir até aos 150-160 dólares por barril

banner for http://www.eurobilltracker.com