sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Baja BP Ultimate 500


Apesar de não poderem recorrer aos pneus de lama, devido ao estatuto de pilotos prioritários, a dupla Filipe Campos/Jaime Baptista estabeleceu o quarto melhor tempo na escorregadia Super Especial da Baja BP Ultimate Portalegre 500.


Um bom resultado para os virtuais campeões nacionais, não só pelo facto de se terem imposto a alguns dos mais directos adversários, mas por partirem para o dia de amanhã em posição privilegiada para lutar pelos lugares da frente. Quanto ao segundo BMW X3cc com as cores da Yser, Bernardo Moniz da Maia/Joana Sottomayor foram os 14.º classificados.


A chuva marcou o dia de abertura da BP Ultimate Portalegre 500 e com os pilotos prioritários impedidos de usar pneus de lama, houve algumas surpresas nos 6,18 quilómetros da Super Especial disputada nos arredores da cidade de Portalegre.


No entanto, com 500 quilómetros para disputar entre amanhã (sábado) e domingo, é grande a expectativa em relação àquela que é a grande clássica do calendário do todo-o-terreno nacional, com os virtuais Campeões Nacionais a assumirem que "a estratégia vai ser só uma: andar o mais depressa possível. Tendo em conta o nível e o ritmo a que se anda na frente, as provas não podem ser encaradas de outra forma e apesar de apostarmos na superioridade do Stephane Peterhansel, pela nossa parte, tudo vamos fazer para o pressionar, procurando levar de vencida os restantes adversários".


Para a dupla Filipe Campos/Jaime Baptista, o quarto tempo obtido na Super Especial foi "um bom resultado. O piso estava muito escorregadio e, por isso mesmo, ainda passámos por uma ou outra situação mais difícil”. Em relação aos pilotos que tiraram partido da utilização de pneus de lama, a formação do BMW X3cc afirma que "é natural que tenham sido competitivos, porque atenuaram os problemas de tracção. Pela nossa parte fizemos o resultado possível, derrotando mesmo alguns dos mais directos adversários".


Reconhecendo, com humildade, não ser "um adepto da lama", Bernardo Moniz da Maia, mais uma vez acompanhado por Joana Sottomayor, estabeleceu o 14.º tempo da Super Especial. "Como também não levámos pneus para lama, a exemplo da maioria dos pilotos, ainda passámos por duas ou três situações mais delicadas. Felizmente correu tudo bem, pelo que amanhã vamos impor o nosso ritmo, definindo a estratégia, em função da forma como as coisas forem correndo".
O dia de amanhã (sábado) da Baja 500 Portalegre é composto por dois sectores, o primeiro com 143,67 e o segundo com 253,29 quilómetros, enquanto no domingo se disputa o derradeiro sector, com 115,50 quilómetros de extensão.


Classificação Super Especial:


  • 1º Boris Gadasin/V.Demyanenko (Nissan Frontier), 5m57,4s;
  • 2º Pedro Gameiro/M.Dominguez (Nissan Navara), a 3,7s;
  • 3º Ricardo Leal dos Santos/J.Luz (BMW X5), a 4,2s;
  • 4º Filipe Campos/Jaime Baptista (BMW X3cc), a 6,6S;...

  • 14º Bernardo Moniz da Maia/Joana Sottomayor (BMW X3cc), a 23,0s


__________________________________////_____________________________




Foi num registo infeliz que a dupla da Vodafone Liberty Seguros Team, Miguel Barbosa/Luís Ramalho, se estreou aos comandos do BMW X3 no prólogo da Baja Portalegre 500. Um problema mecânico, logo nos primeiros metros, seguido de um pião, ditou uma perda significativa de tempo para os da frente.


O percurso - pouco mais de seis quilómetros pelos arredores de Portalegre - é já bem conhecido, pelo que o tri-campeão nacional acredita que os citados percalços o impediram de lutar por um tempo entre os melhores.


“Logo na partida o motor entrou em modo de segurança. Tive de desligar tudo e arrancar de novo. Depois mais à frente e numa altura que vinha a tentar recuperar o tempo perdido acabei por fazer um pião. Foi pena, mas a parte principal da corrida é amanhã. Naturalmente que o lugar onde estamos não é o que queríamos, mas o facto de não estar pó faz com que não seja tão penalizador”, explicou o piloto.


Quanto ao novo carro, e dadas as circunstâncias, poucas foram as ilações tiradas. ”Aquele problema na fase inicial tira a concentração, e num prólogo tão curto acaba por nem dar para nos apercebermos muito bem de como está o carro. Os testes de quarta-feira deixaram-me satisfeito, pelo que acredito que amanhã iremos estar na luta pela vitória”, afirmou Miguel Barbosa.


A Baja Portalegre 500 tem este sábado dois Sectores Selectivos. Logo de manhã os pilotos arrancam para 140 quilómetros ao cronómetro, e à tarde enfrentam mais 250 quilómetros de contra-relógio.


Resultados do Prólogo:
  • 1º Boris Gadasin/Vladimir Demyanenko – Nissan Frontier, 5m57,4s
  • 2º Pedro Gameiro/Manuel Dominguez – Nissan Navara, 3,7s
  • 3º Ricardo Leal dos Santos/João Luz – BMW X5, a4,2s…
  • 10º Miguel Barbosa/Luís Ramalho – BMW X3, a 13,3s.

In Sapo Infordesporto

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

banner for http://www.eurobilltracker.com