quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Debate sobre Turismo no Centro Municipal de Cultura




Teve lugar hoje no Centro Municipal de Cultura em Castelo de Vide, uma reunião entre a recém criada Região de Turismo do Alentejo e os representantes locais das entidades ligadas de alguma maneira ao Turismo, caso dos Hotéis, Pensões, Turismos de Habitação, Restaurantes, Bares,Várias Colectividades, Instituições Bancárias, Artesãos, etc.


Pela Região de Turismo do Alentejo estavam presentes o Presidente, Vice - presidente e secretário, respectivamente, Ceia da Silva, Domingos Cordeiro e Joaquim Barbas. Também e a representar o Município de Castelo de Vide, o seu presidente e vereadores, Srs. António Ribeiro, António Pita e Ana Júlia.


Na sala estavam presentes muitos comerciantes ligados ás mais variadas actividades, que após a intervenção inicial dos Srs. Presidente do Município e da RTA a apresentar a estrutura criada á cerca de 2 meses e os seus planos de trabalho, fizeram sentir as dificuldades com que se debatem actualmente e o que gostariam de ver resolvido para melhorar aquilo que se necessita para a vila: mais investimento em novas instalações, por ex. Termas, melhoria dos transportes entre as várias regiões do Alentejo, sinalização mais eficiente das zonas históricas, horários de abertura/funcionamento dessas zonas, publicitados em locais acessíveis aos visitantes. Só assim se poderá agradar aos visitantes e levá-los a voltar de novo em próxima oportunidade.


Outro dos aspectos focados foi o do trabalho em conjunto. Não só das várias entidades locais entre si, no sentido de criar programas que "obriguem" os visitantes a ficar mais que um dia, mas também dos Municípios, criando espaços, actividades, inter-municipais ou mesmo inter-regionais ( com concelhos ou regiões vizinhas, por ex. Marvão, Portalegre, Nisa ou Estremadura e Andaluzia em Espanha).


Foi bastante falado o empreendimento balnear que está a ser criado em Nisa, nomeadamente um Hotel c/ 365 quartos e, segundos os representantes da Hotelaria, irá tirar o movimento aos restantes estabelecimentos dos concelhos limítrofes. Ceia da Silva referiu que pelo contrário, é um pólo de desenvolvimento a explorar pois c/ uma politica de oferta da região feita a nível nacional e internacional, iria trazer clientes não só a Nisa, mas também aos restantes concelhos. Aí teria que se aplicar então o trabalho conjunto de todas as unidades turísticas, fazendo a venda não só de um empreendimento, mas sim de toda uma região.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

banner for http://www.eurobilltracker.com