segunda-feira, 8 de setembro de 2008

FRONTEIRA - Obra de 250 milhões a crescer no Alentejo


Fronteira "Resort" de luxo está já em construção e deve ficar pronto em 2012


Quatro campos de golfe, heliporto, 500 moradias e um hotel de luxo, centro hípico, clube náutico. O resort da Herdade de D. Maria, em Fronteira, está já em construção e será inaugurado em 2012. Custa 250 milhões de euros. Criará 200 empregos.


Para muitos alentejanos, sobretudo os que residem no concelho de Fronteira, o investimento que já começou a ser feito pelo Grupo Xavier de Lima na vila e freguesia de Cabeço de Vide "é megalómano, despropositado para a região, é atirar dinheiro ao charco, acabar com a pacatez da terra". Mas o investidor, que já construiu - com êxito - um hotel de quatro estrelas em Cabeço de Vide e tem um longo historial de sucesso empresarial, acha que "mais do que as palavras, valem os actos".


Ao JN, Xavier de Lima, no alto dos seus 83 anos de saber acumulado, parco em palavras, limitou-se a afirmar, como que em jeito de auto-retrato e crítica aos descrentes, que "muito faz quem pouco fala" e assegurou que o resort de luxo "estará pronto a abrir no prazo de quatro anos".


Na verdade, o clube náutico já está construído, assim como os arruamentos, iluminação pública e o sistema de esgotos. A vontade de Xavier de Lima em ver o "resort" pronto é tanta que o empresário mandou construir e pagou todas as insfra-estruturas entre o centro da vila (Praça de Touros) e a Herdade de D. Maria. Um investimento que, numa situação normal, cabia à Câmara Municipal assumir.


A zona de escritórios e o heliporto do "resort" de luxo também já estão em adiantado estado de construção.


O mega-empreendimento, com algumas semelhanças ao Praia del Rey, em Óbidos, está a ser construído numa herdade de 550 hectares, entre Cabeço de Vide e Fronteira. Numa primeira fase, vai dispor de 500 habitações, divididas por três aldeamentos, um hotel de cinco estrelas com 315 quartos, dois campos de golfe, um centro hípico e um museu equestre, dedicado à colecção de coches do empresário Xavier de Lima. O espaço dedicado aos coches, onde vão estar expostos 120 exemplares, vai surgir numa área de três mil metros quadrados.


Ao JN, o director do Hotel Candelária (empresa do Grupo Xavier de Lima), Pedro Policarpo, salientou o facto deste ser "o maior e mais importante investimento turístico na região" e sublinhou a sua importância, também, reiterando as palavras do presidente da Câmara de Fronteira, Pedro Lancha: "vai criar mais de 200 postos de trabalho directos e dar um importante impulso económico ao concelho, ao distrito de Portalegre e à região do Alentejo".
Mas, para além dos postos de trabalho directos, o empreendimento promete oferecer centenas de outros empregos ("o privilégio será sempre para a mão-de-obra local", segundo revelou ao JN fonte do Grupo Xavier de Lima) e, sobretudo, promete "dar outra vida turística, social e económica a Cabeço de Vide, nomeadamente fomentando a construção habitacional - as pessoas que irão para ali trabalhar terão de comprar casa na freguesia para residir - e a ressuscitação/proliferação do comércio", disse Pedro Policarpo.


Miguel Gonçalves - Jornal de Noticias

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

banner for http://www.eurobilltracker.com